Voltar

Etanol

Foto: www.sollosagricola.com.br

Foto: www.sollosagricola.com.br

Ceará vai poder participar do leilão da compra de usina com lance mínimo.
Deputados criticaram compra de usina falida de etanol e açúcar.
 A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quarta-feira (29) as mensagens que autorizam a aquisição da Usina do Cariri, além de medidas necessárias para reativar o equipamento para produção de etanol e açúcar.
A usina foi fechada em 2005 e chegou a gerar 4 mil empregos diretos e indiretos. Segundo o líder do governo na Assembleia, José Sarto (PSB), defendeu que a reativação é uma reivindicação dos produtos de cana na região Cariri.
Com a aprovação da mensagem, o governo do estado do Ceará participa do leilão da usina com o lance mínimo, de R$ 15 milhões, 60% do valor de mercado para o empreendimento. Ainda segundo Sarto, a criação e ativação de uma nova usina custaria mais de R$ 120 milhões.
Com a mensagem do executivo aprovada nesta quarta-feira, o governo do estado também tem a permissão para investir até R$ 33 milhões na recuperação da Usina do Cariri.
A aprovação ocorreu com críticas dos deputados Ely Aguiar (PSDC) e Heitor Férrer (PDT). Aguiar afirmou que seria mais rentável construir uma nova usina. "Vai se gastar milhões para uma massa falida e mais outros milhões para reativar", disse Aguiar.
"Eu estou boquiaberto com essa mensagem, que não terá meu voto para legitimar essa insanidade. Vamos torrar R$ 60 milhões de início, dinheiro do Ceará, porque o governador do Ceará, mal assessorado, quer adquirir uma fábrica de etanol. Deixe para iniciativa privada, governador", critica Heitor Férrer.
Ceará vai poder participar do leilão da compra de usina com lance mínimo.
Deputados criticaram compra de usina falida de etanol e açúcar.
 A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quarta-feira (29) as mensagens que autorizam a aquisição da Usina do Cariri, além de medidas necessárias para reativar o equipamento para produção de etanol e açúcar.
A usina foi fechada em 2005 e chegou a gerar 4 mil empregos diretos e indiretos. Segundo o líder do governo na Assembleia, José Sarto (PSB), defendeu que a reativação é uma reivindicação dos produtos de cana na região Cariri.
Com a aprovação da mensagem, o governo do estado do Ceará participa do leilão da usina com o lance mínimo, de R$ 15 milhões, 60% do valor de mercado para o empreendimento. Ainda segundo Sarto, a criação e ativação de uma nova usina custaria mais de R$ 120 milhões.
Com a mensagem do executivo aprovada nesta quarta-feira, o governo do estado também tem a permissão para investir até R$ 33 milhões na recuperação da Usina do Cariri.
A aprovação ocorreu com críticas dos deputados Ely Aguiar (PSDC) e Heitor Férrer (PDT). Aguiar afirmou que seria mais rentável construir uma nova usina. "Vai se gastar milhões para uma massa falida e mais outros milhões para reativar", disse Aguiar.
"Eu estou boquiaberto com essa mensagem, que não terá meu voto para legitimar essa insanidade. Vamos torrar R$ 60 milhões de início, dinheiro do Ceará, porque o governador do Ceará, mal assessorado, quer adquirir uma fábrica de etanol. Deixe para iniciativa privada, governador", critica Heitor Férrer.

Fonte: G1, 29/5/13

29/05/2013

Ceará vai poder participar do leilão da compra de usina com lance mínimo.
Deputados criticaram compra de usina falida de etanol e açúcar.
 A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quarta-feira (29) as mensagens que autorizam a aquisição da Usina do Cariri, além de medidas necessárias para reativar o equipamento para produção de etanol e açúcar.
A usina foi fechada em 2005 e chegou a gerar 4 mil empregos diretos e indiretos. Segundo o líder do governo na Assembleia, José Sarto (PSB), defendeu que a reativação é uma reivindicação dos produtos de cana na região Cariri.
Com a aprovação da mensagem, o governo do estado do Ceará participa do leilão da usina com o lance mínimo, de R$ 15 milhões, 60% do valor de mercado para o empreendimento. Ainda segundo Sarto, a criação e ativação de uma nova usina custaria mais de R$ 120 milhões.
Com a mensagem do executivo aprovada nesta quarta-feira, o governo do estado também tem a permissão para investir até R$ 33 milhões na recuperação da Usina do Cariri.
A aprovação ocorreu com críticas dos deputados Ely Aguiar (PSDC) e Heitor Férrer (PDT). Aguiar afirmou que seria mais rentável construir uma nova usina. "Vai se gastar milhões para uma massa falida e mais outros milhões para reativar", disse Aguiar.
"Eu estou boquiaberto com essa mensagem, que não terá meu voto para legitimar essa insanidade. Vamos torrar R$ 60 milhões de início, dinheiro do Ceará, porque o governador do Ceará, mal assessorado, quer adquirir uma fábrica de etanol. Deixe para iniciativa privada, governador", critica Heitor Férrer.
Ceará vai poder participar do leilão da compra de usina com lance mínimo.
Deputados criticaram compra de usina falida de etanol e açúcar.
 A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quarta-feira (29) as mensagens que autorizam a aquisição da Usina do Cariri, além de medidas necessárias para reativar o equipamento para produção de etanol e açúcar.
A usina foi fechada em 2005 e chegou a gerar 4 mil empregos diretos e indiretos. Segundo o líder do governo na Assembleia, José Sarto (PSB), defendeu que a reativação é uma reivindicação dos produtos de cana na região Cariri.
Com a aprovação da mensagem, o governo do estado do Ceará participa do leilão da usina com o lance mínimo, de R$ 15 milhões, 60% do valor de mercado para o empreendimento. Ainda segundo Sarto, a criação e ativação de uma nova usina custaria mais de R$ 120 milhões.
Com a mensagem do executivo aprovada nesta quarta-feira, o governo do estado também tem a permissão para investir até R$ 33 milhões na recuperação da Usina do Cariri.
A aprovação ocorreu com críticas dos deputados Ely Aguiar (PSDC) e Heitor Férrer (PDT). Aguiar afirmou que seria mais rentável construir uma nova usina. "Vai se gastar milhões para uma massa falida e mais outros milhões para reativar", disse Aguiar.
"Eu estou boquiaberto com essa mensagem, que não terá meu voto para legitimar essa insanidade. Vamos torrar R$ 60 milhões de início, dinheiro do Ceará, porque o governador do Ceará, mal assessorado, quer adquirir uma fábrica de etanol. Deixe para iniciativa privada, governador", critica Heitor Férrer.

Foto: www.sollosagricola.com.br