Voltar

Sindicato

O movimento do setor pecuário completa uma semana nesta terça feira 27, e com saldo positivo para os produtores, a arroba do boi em Dourados, Mato Grosso do Sul, nesta segunda feira atingiu a marca de R$ 100,00 a @. Os produtores estão conscientes de que não é apenas uma questão de preços, mas um movimento para chamar atenção do governo para os problemas do setor.  

Durante a semana, o movimento lançou uma campanha “Boi no Preço” onde o pecuarista deve vender seu boi pelo preço que realmente vale e não pelo preço imposto pelo frigorifico. O projeto tem como objetivo devolver ao pecuarista o direito de exigir um preço justo, que será composto pelos custos de produção e corrigido mensalmente por índices elaborados pelas empresas de pesquisas EMATER e EMBRAPA Gado de Corte, para cada região.
 
O movimento busca a participação de todos os envolvidos no setor e de qualquer pessoa que queira participar contribuindo com ideias e opiniões, as quais poderão ser postadas no site http://semanadadependencia.com.br/ ou enviadas, junto com dados de contato pessoal para o e-mail: meuboi@hotmail.com

Texto: Dhiony Costa e Silva e Paulo Bione
Fonte: http://semanadadependencia.com.br 

27/08/2013

O movimento do setor pecuário completa uma semana nesta terça feira 27, e com saldo positivo para os produtores, a arroba do boi em Dourados, Mato Grosso do Sul, nesta segunda feira atingiu a marca de R$ 100,00 a @. Os produtores estão conscientes de que não é apenas uma questão de preços, mas um movimento para chamar atenção do governo para os problemas do setor.  

Durante a semana, o movimento lançou uma campanha “Boi no Preço” onde o pecuarista deve vender seu boi pelo preço que realmente vale e não pelo preço imposto pelo frigorifico. O projeto tem como objetivo devolver ao pecuarista o direito de exigir um preço justo, que será composto pelos custos de produção e corrigido mensalmente por índices elaborados pelas empresas de pesquisas EMATER e EMBRAPA Gado de Corte, para cada região.
 
O movimento busca a participação de todos os envolvidos no setor e de qualquer pessoa que queira participar contribuindo com ideias e opiniões, as quais poderão ser postadas no site http://semanadadependencia.com.br/ ou enviadas, junto com dados de contato pessoal para o e-mail: meuboi@hotmail.com

Texto: Dhiony Costa e Silva e Paulo Bione
Fonte: http://semanadadependencia.com.br